Páginas

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Do que Você Levou

.
.
Quando você se foi, não quis impedir.
Respirei e disse: vai.
Não me cabe o ofício de prender
e nem foi falta de vontade que ficasse.

Foi apenas uma conformação triste
da partida irremediável e já sabida.
E você foi... sem se despedir, sem tornar a olhar,
sem fechar a porta que abri.

E tudo que tinha levou.
As gavetas vazias de felicidade,
os espelhos opacos sem sorriso,
os armários miseráveis de esperança.

Vi tudo levar e tudo deixei,
tanta coisa em tua sacola mínima!
Só não sabia que levava também,
além de tudo que levava,
minha pouca inspiração na vida.

Agora peço que volte e devolva,
porque realmente sem ela
a coisa fica fodida.

Se quer machucar, machuque,
mas não leve o remédio
pra ferida.

10 comentários:

Only feelings disse...

Omg!.... Acabou comigo.... Poxa, assino embaxo e carimbo tudo o que você falou!
= ~
Mas passa baby.... ;)
=****

Anônimo disse...

Sonoro, genuíno, simples e não simplório. Tema comum, mais ainda assim original em metáforas.
Good work.

M. Augusto disse...

"Quando você se foi, não quis impedir.
Respirei e disse: vai.
Não me cabe o ofício de prender
e nem foi falta de vontade que ficasse". A conformação contida nessa parte do poema me deixa espantado, queria eu ser tão forte quanto essas frases são.

Flávia disse...

"queria eu ser tão forte quanto essas frases são"

o comentário acima falou bem o que pensei ao ler...

Spiz disse...

Últimas estrofes muito bem destacadas.

Carlos disse...

lalo bixuu...

...dá me a pragmáticautopia
que me cure de poesia...

muito bomm lalo... me empresta? ta ligado pra que né...hehehehe

Thaysa Cordeiro disse...

Talvez seja a hora de você ir pedir seu remédio.

:***

Everaldo Ygor disse...

Uma oversode do remédio que nem sempre cura, atordoando distâncias escrevendo poemas...
Abraços
E.Y.

Gabriela. disse...

"Meu amor vc pode partir, mas não esqueça o seu violããão"

Um dia vc vai cantar suas poesias, assim como a músicxa ai de cima :)

Tania Montandon disse...

Não fosse a apelação na linguagem, diria q ficou ótimo!
beijo