Páginas

quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

Sofrimento



Tua nuca,
Desconhecida,
É residência
Divina.


Tuas costas,
Ladeira
Rumo à Terra
Dos homens.


Meus olhos?
Sofrimento.


(Lalo Oliveira)

19 comentários:

young vapire luke lestat news disse...

Só uma coisa para dizer...

perfeito


[]s L.sakssida

Feänor disse...

Profundo... Teria seu poema uma destinatária específica?

Gosto de poemas simples assim... Gostaria de conseguir cunhá-los. Quem sabe um dia...

Mas ficou muito bom, parabéns!

Abraço!

César Fernández disse...

Poema simples e belo.

O que é simples parece 'simples', mas difícil é fazer o "simples".

rsrs

Confuso não?

Gostei da ilustração também.

Luciano Cruz disse...

Olá.

Seu blog é excelnte,sua posia é viva e direta.Gostei principalmente do post "patriotismo"....muito bom.

Abraço.

Vírgula Antenada disse...

Uma musa inalcansável...
Um breve e completo choro.
Lindo! Lindo!

Fire disse...

Que Lindo!

Simples e Direto.

Sincero.

Adorei!

Abraço

Natanael Garcia disse...

sofrimento por não chegar a terra dos homens,

deveria ter completado com as outras partes, mas ta legal rsrsr

Thiago disse...

Muito bonito mesmo, o desenho foi vc tbm que fez? parabens muito bonito...

... Raphael disse...

Nossa não sou de curti poema ... mais esse esta PERFEITO.

E outra a imagem esta muito boa, se enquadra muito bem !!

Abraço

Sinto que sei que sou: disse...

Lindo :)

Feänor disse...

Hah, um repente?? Você acertou meio que em cheio rs

Devido ao momento em que o poema foi cunhado, eu queria uma espécie de musicalidade mais "popular", mais musical, derivada dos sons tirados pelo povo em suas violas gastas pelo tempo. Por isso as rimas consideradas pobres, todas terminadas em "ão" e os versos curtos.

Muita perspicácia... hehe

Under Junglist disse...

que nuca e que costas ein hehehehe

::. ƒ .:: sarcástico, irônico e recalcado disse...

A poesia é uma excelente forma de extravasar a tristeza... Eu a camuflo sob ondas de sarcasmo e ironia, às vezes, insuportáveis.

Seu blog é azul (blues, tristeza, sacou?). Parabéns por peitar as poesias (acho difícil construir boas).

Fernando Bellantani disse...

Lindo..


Quanto ao comentário q vc deixou em meu post: Texto dedicado a um amor de MSN mesmo, portanto, teve internetês sim. E foi assim q coloquei lá, pois, por mais q pareça um blog sério, não passa de um diário virtual.

Arthurius Maximus disse...

Poucas palavras mas que dizem tudo. Como disse o vampiro: "Perfeito"

Tyaguim disse...

Quando vi o link do seu blog na comunidade com a frase ... "Poesia até pra quem não gosta"...deixei o meu link e vim correndo!
Ótimas poesias, como vc disse!
ps: gostei de todas, mas quero dar ênfase para a verdade grafada em Falso Patriotismo! Engraçada, mas verdadeira...
POesias? No meu te várias...acho que vais gostar. Visite. Abraço

blog disse...

O prazer, quando não é tátil, parece realmente mutilado, não?
Bom texto, camarada, feito de olhar apenas.
O início e o fim de tudo.

Abraço

Marco Antonio disse...

E uma parceria soa interessante...

Anônimo disse...

intiresno muito, obrigado